DSC03108No segundo dia do Seminário de Extensão Universitária da Região Sul (Seurs), o evento oferece aos participantes 20 minicursos das mais diversas áreas. Nas dependências do IFC Campus Camboriú, instituições de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul abordam assuntos tão diversos quanto primeiros socorros, mobilizações coletivas, acessibilidade e inclusão, dança gaúcha, entre outros.

Conheça algumas das oficinas apresentadas no Seurs:

Minicurso: “Filmes de Economia: filmes para entender economia e formar cultura econômica” – Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o professor Wagner Leal Arienti coordenou o minicurso “Filmes de Economia: filmes para entender economia e formar cultura econômica”. O projeto iniciou em 2012, e foi pensado inicialmente para acadêmicos do curso de Economia da universidade. No entanto, outras pessoas não ligadas à graduação se interessaram pelo assunto, e a ideia cresceu.

De acordo com Arienti, os filmes e documentários auxiliam no entendimento da cultura econômica por utilizarem uma linguagem lúdica e de fácil apreensão, ao contrário de outras ferramentas de aprendizado. As escolhas das obras exibidas se dá forma unilateral, apresentando o sistema econômico capitalista ao mesmo tempo em que debate sobre suas vantagens e desvantagens. Em algumas sessões a equipe do projeto ainda tem como parceiros docentes de outras áreas, sempre em correlação com o tema abordado.

DSC03112Assim, quem se inscreveu no minicurso assistiu a trechos de filmes e, depois, teve pequenas contextualizações do ponto de vista econômico. A película “Revolução em Dagenham” foi a primeira a ser apresentada. No final da década de 1960, o período fordista estava em seu auge. A grande produção de bens duráveis e a preocupação das empresas em diminuir os custos e aumentar o consumo acarretaram no fortalecimento sindical, com o governo assumindo o papel de mediador entre organizações e a classe trabalhadora. A igualdade ou equidade salarial entre homens e mulheres também pode ser percebida nas cenas do filme.

Já nas cenas de “Com o dinheiro dos outros”, os participantes do minicurso puderam conferir o papel de capitão ou coronel que os antigos proprietários das empresas tentavam criar. O filme aborda o desenvolvimento da tecnologia e da inovação, além de retratar o início das preocupações do mundo capitalista com a concorrência acirrada em tempos de rápida obsolência tecnológica.
Filmes como “O lobo de Wall Street”, mostrando a euforia financeira e o exagero do sistema atual; e “The Joneses”, que representa o ápice da ostentação do consumismo, também são dicas de obras cinematográficas trazidas pela equipe do projeto e que podem auxiliar não apenas estudantes, mas também leigos na área, a entender um pouco mais das diversas nuances da cultura econômica.

Minicurso: “Capacitação de leigos em reanimação cardiopulmonar: Programa Reanima!” – Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Os estudantes de Medicina da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) ministraram uma verdadeira aula para os participantes do Seurs sobre reanimação cardiopulmonar. Com a sala cheia e atenta, a aluna Geisieli Turri falou sobre os primeiros passos para reconhecer uma parada cardiorrespiratória. De acordo com Geisieli, ao identificar uma suposta parada, o sujeito capacitado deverá chamar vigorosamente a pessoa para verificar se ela está mesmo inconsciente. “No segundo momento, sentimos se ela está respirando ou agonizando. Caso os passos anteriores forem confirmados, devemos ligar imediatamente para a emergência ou solicitar que alguém faça a ligação para conseguirmos iniciar a massagem cardíaca”, falou a estudante.

Depois dos primeiros passos para reconhecimento da parada, o aluno Fernando Schaffazick enfatizou a importância de telefonar imediatamente para o SAMU (192) e falar com precisão sobre a ocorrência. “Devemos ser claros e objetivos na hora de descrever o que está acontecendo com a pessoa, o que já fizemos – verificação de sinais – e informar com exatidão a nossa localização”, ponderou Schaffazick.

Na sequência, o aluno ensinou e demonstrou aos participantes como fazer uma massagem cardíaca. “Precisamos ser rápidos e devemos realizar a massagem até o momento da chegada do SAMU”, finalizou Fernando.

Texto:Marília Massochin e Wagner Lenhardt
Cecom/Seurs