Leila Maria V. Beltrão - Campus Avançado Sombrio.

Leila Maria V. Beltrão – Campus Avançado Sombrio.

Estudantes e servidores do Instituto Federal Catarinense (IFC) apresentaram 13 trabalhos, no formato oral, durante a 34ª edição do Seminário de Extensão Universitária da Região Sul (Seurs), que neste ano ocorre de 3 a 5 de agosto, no Campus Camboriú.

Da medicina veterinária, passando pela inclusão social até projeto de geoparque, ao acompanhar as apresentações orais foi possível mergulhar em temas surpreendentes desenvolvidos pelos campi da instituição, nos mais variados temas.

Os professores Marcelo da Silva e Paulo do Carmo, respectivamente dos campi Fraiburgo e Blumenau, falaram sobre iniciativas simples que podem mudar o mundo da comunidade que vive em torno do IFC. “No curso pré-universitário, foi possível incluir jovens da região no ensino superior. Tínhamos percebido que muitos jovens não iam para a universidade porque desconheciam como funciona o Enem, ou mesmo como responder a uma questão somatória”, explica Marcelo.

Com cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) aproximamos os pilares do IFC – Ensino, Pesquisa, Extensão – com a comunidade e os arranjos produtivos locais. Percebemos que os alunos tiveram ganho salarial e/ou uma colocação rápida no mercado de trabalho”, salienta Paulo.

Maiko Philippe - Medicina Veterinária do Campus Araquari.

Maiko Philippe – Medicina Veterinária do Campus Araquari.

O estudante da quarta fase do curso de Medicina Veterinária do Campus Araquari, Maiko Philippe, levou para o Seurs uma experiência que atrela teoria à prática realizada pelo Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão (Neppa). “Visitamos 11 propriedades rurais, envolvendo 361 pessoas entre alunos, servidores do IFC e produtores, com o objetivo de colocar me prática os nossos conhecimentos. Fizemos atendimento clínico, diagnosticamos problemas, capacitamos os produtores e, ainda, levamos o uso das tecnologias para o campo. Tudo de forma gratuita”, relata o Maiko.

Do outro ponto do estado se encontra a professora Leila Maria V. Beltrão, que atua no Campus Avançado Sombrio, e apresentou no Seurs uma iniciativa que envolve o IFC, o IFSC e Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá. “A comunidade que vive na região dos Caminhos dos Cânions do Sul precisam compreender que é preciso preservar o local. Para isso, realizamos programas de capacitação profissional com professores da educação básica e agentes de turismo para que conheçam o processo de formação das estruturas rochosas”, explica Leila.

A intenção deste projeto é promover a candidatura da região para Geoparque. “Se trata de um selo concedido pela Unesc que caracteriza o local como área de proteção por conter patrimônio geológico”, complementa Beltrão.

Marcelo da Silva - Campus Fraiburgo.

Marcelo da Silva – Campus Fraiburgo.

A inclusão social também foi tema de um dos projetos apresentados durante o evento. O ex-aluno do IFC Sérgio Feldmann de Quadro e a estudante Helen Parnes Miranda, ambos do curso de Pedagogia do Campus Camboriú, falaram do curso de língua portuguesa voltado aos haitianos como forma de promover a inclusão social e cultural. “Realizamos um estudo prévio, profundo, para entender essa imigração recente no Brasil em Santa Catarina. Um dado que nos chamou a atenção foi o fato de que em 2011 nenhum haitiano tinha o registro de trabalhador formal, sendo que em 2015 o número chegou a 2.300”, conta Sérgio.

Abaixo você podem acompanhar os outros trabalhos apresentados pelos estudantes e servidores do IFC durante o Seurs 2016.

Trabalhos orais aprovados e apresentados pelo IFC – Seurs 2016.

1.

EQUOTERAPIA ALIANÇA: CAVALOS TRANSFORMANDO VIDAS

2.

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE PROFISSIONAIS DO TURISMO E DOCENTES DE EDUCAÇÃO BÁSICA: CONTRIBUINDO PARA A CANDIDATURA DO GEOPARQUE “CAMINHOS DOS CÂNIONS DO SUL”

3.

CURSO FIC REALIDADE E APROXIMAÇÃO DOS PILARES DA INSTITUIÇÃO, ENSINO, EXTENSÃO, COMUNIDADE E APLS

4.

ATUAÇÃO NO ARRANJO PRODUTIVO LOCAL ATRAVÉS DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM AGROPECUÁRIA

5.

O DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INTERDISCIPLINARES EM ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE BRUSQUE A PARTIR DA PROPOSTA METODOLÓGICA DE GÉRARD FOUREZ

6.

INCLUSÃO PELO PORTUGUÊS: CURSO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA OS IMIGRANTES HAITIANOS SOB A PERSPECTIVA DA INTERCULTURALIDADE

7.

A LEITURA COMO MEDIAÇÃO ENTRE INSTITUIÇÃO E COMUNIDADE: O PROGRAMA “INCENTIVO À LEITURA NA COMUNIDADE DO IFC CAMPUS CONCÓRDIA”

8.

ECOBAGS REUTILIZAÇÃO DE BANNERS NA PRODUÇÃO DE BOLSAS

9.

EXTENSÃO COMO CONSTRUÇÃO COLETIVA DO SABER: UM OLHAR SOBRE O PROJETO DE ROBÓTICA PEDAGÓGICA COM A TECNOLOGIA DE ROBÔS LEGO MINDSTORMS® DO IFCCAMPUS LUZERNA

10.

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES E GESTORES DA EDUCAÇÃO INFANTIL DO MUNICÍPIO DE RIO DAS ANTAS/SC: POSSIBILIDADES DE INTEGRAÇÃO ENSINOEXTENSÃO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

11.

TEMAS TRANSVERSAIS NA ESCOLA: DESAFIOS E POSSIBILIDADES PARA A FORMAÇÃO HUMANA INTEGRAL

12.

PRÉ UNIVERSITÁRIO IFC – INCLUINDO JOVENS DO MEIO OESTE CATARINENSE NO ENSINO SUPERIOR

13.

AS FEIRAS DE MATEMÁTICA: AÇÕES DE INDISSOCIABILIDADE ENTRE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

 

*Texto e fotos: Nicole Trevisol. Cecom/Seurs 2016.