SiepeIntegração, internacionalização e consolidação da ofertas de cursos de mestrado serão os temas centrais do III Seminário Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão (Siepe), que ocorre nos dias 22, 23 e 24 de junho na Unidade Urbana do Instituto Federal Catarinense (IFC) –Campus Rio do Sul. São aguardadas 250 pessoas durante os três dias de evento.

Permeando três pró-reitorias (Ensino, Pesquisa e Extensão), o Siepe tem a interdisciplinaridade na sua essência. Segundo o pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do IFC, Cladecir Schenkel, o debate envolvendo alunos e servidores ocorre sobre os rumos que essas três áreas devem seguir na instituição. “O Siepe prima pelo debate entre a comunidade IFC, como forma de integrar o ensino, a pesquisa e a extensão, como também para proporcionar a troca de conhecimento e experiência com as instituições parceiras que participam do evento”, frisa ele.

Outro fator importante do Siepe, que ocorre a cada dois anos, é consolidar a identidade do IFC como uma instituição que possui status de universidade, mas que, ao mesmo tempo, é mais que isso. “Dentro deste leque de atuação em que o IFC está inserido, precisamos pensar e refletir sobre o que fazer e como fazemos”, explica Fernando Garbuio, pró-reitor de Extensão.

O ensino está diretamente ligado com essas duas áreas, sendo que a inovação nos currículos é um dos pontos de debate durante o evento. Para Josefa de Oliveira, pró-reitora de Ensino, é fundamental a inserção da pesquisa no ambiente de aprendizagem. “O Plano Nacional de Educação (PNE) orienta para isso, assim o debate que será feito no Siepe tem relação direta com a institucionalização de pesquisa em nossos currículos”.

A edição deste ano conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), realizada por meio do edital Proeventos, no valor de R$ 21.920,00.

Pró-reitores falam sobre o Siepe

 *Texto, imagem e vídeo: CECOM/Reitoria.